26.10.16

Ñe'ë

estão aqui comigo os pretos olhos enfeitados de mistério
é presença e flutua. olhar de quem vê, de quem é e está,
de quem percebe os segredos do tempo
de quem tem nome e povo dentro de si

coração é terra a ser percorrida, 
coração é campo aberto
e mais uma vez encontrei relâmpago florido, 
fumaça é cheiro que não se esquece
é de guarani 

Nenhum comentário: